terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Saint Petersburg, please!

Em 1703, o Czar Pedro, o Grande, fundou São Petersburgo, que logo ficou conhecida como “a Paris do Leste”. O Palácio de Inverno, a Ermida (Hermitage), a Igreja da Ressurreição de Jesus Cristo e várias outras construções ainda hoje chamam a atenção de turistas do mundo todo. Mas São Petersburgo era somente uma parte das numerosas atividades do Czar. Pedro reformou todo o Império Russo e o tirou da Era Medieval, colocando-o lado a lado com a Europa daquela época. Para conseguir isso, ele precisava de uma nova administração, então colocou os aristocratas sob seu controle. Foi também uma época de ouro para os trabalhadores, já que suas habilidades eram essenciais para reformar e construir a nova Rússia. Os jogadores terão papéis fundamentais na construção de SAINT PETERSBURG.

Os participantes adquirem trabalhadores, construções e aristocratas e os colocam em suas áreas de jogo. Cada peça os concede dinheiro, pontos ou ambos durante o jogo. Os aristocratas podem conceder pontos adicionais aos participantes no fim do jogo. Aquele que melhor conseguir administrar suas escassas fontes financeiras e que comprar os recursos certos na hora certa, será o vencedor.

Que massa essa introdução do manual, né cabra? E Saint Petersburg, este premiado jogo, já está disponível no acervo do clã do Abade!

Neste jogo há quatro tipos de cartas - Trabalhadores, Construções, Aristocratas e Cartas de Troca. E no verso de cada uma delas há um desenho que simboliza as referidas cartas. Os jogadores compram cartas e as colocam na sua cidade e percebe-se que aqui está o momento tático do jogo: sabe quando comprar e o que comprar. É aquele “esquematozóide” manjado de administração da grana, porém eu acho muito bacana! Há também uma regra sobre qual jogador compra primeiro de cada monte... e isso é rotativo, o que impede que um jogo seja igual ao outro, garantindo uma boa rejogabilidade.
A arte das cartas não me agradou muito mas o jogo me parece muito atrativo. Há também marcadores de cores diferentes para identificar os jogadores e a sua pontuação,a qual você anda por casinhas, como se estivesse jogando “Dadinho”. É para implementar os conceitos da Segunda divisão da nossa liga de jogos de tabuleiro...ahuauhuauhua!
Run cabra, run...

Enfim, é isso seus viados que só gostam de jogar Bang! Quero ver o St. Petersburg na mesa em 2009!

Kinho, El Primoroso, que faz resenhas de jogos que ainda não jogou apenas se baseando no manual.

3 comentários:

Edu disse...

Cabras,

Saint Petersburg é muito bom, ótima aquisição, eu já estou querendo a expansão dele faz tempo.

Jorge Cardoso disse...

ho ho ho

Cambada, treinem bastante, pq el Chiquitito está sedendo por jogar novamente... e com saudades de vocês.

Muito legal a abertura Primoroso (hmmmm, momento estranho esse), bem eplicado. Este jogo realmente é interessante.

Certeza que irá desputar com Puerto.

OFF PRA TODOS VERES (huahaua)

Primoroso, me manda o que te pedi sobre o Agrícola.

GamersPoA - Ubiratã Oliveira disse...

Ô povo..vcs estã pela ilha do tabuleiro também né...
Votem lá no prÊmio melhores do ano...
acho legal a participação de TODOS vcs...
Abraços aí