domingo, 11 de janeiro de 2009

Na dúvida, pega o abade!

Fala aew!

Muito bem observado pelo cabra Higor, el Debutante, estávamos em falta de artigos sobre Citadeles! Here we go...

Jogar Citadelles é bem interessante. Cada jogador é chefe de uma cidade e tem que deixá-la rica e prestigiosa. Cada carta representa um prédio com valores (que você deve pagar para construí-lo), categorias (cada categoria é representada por uma cor no canto inferior esquedo, o que lhe permite ganhar moedas de ouro de acordo com o personagem) e prestígios (no caso das cartas violetas, elas permitem alguns feitos).

Escolhe-se quem inicia a partida. Cada jogador recebe quatro cartas e duas moedas de ouro. O primeiro jogador deve deixar a carta Coroa à sua frente. Este, sem olhar o conteúdo das cartas personagens, as embaralha e retira em cartas, o número de jogadores mais um (cabra, se tiverem jogando em 8, escolhe-se 9 cartas, sempre tem que sobrar uma). Dai sim, ele vira e escolhe a que mais lhe for conveniente, e passa as demais para os outros jogadores.

No Clã do Abade, nós jogamos com todas as cartas personagens: as normais e as da expanção, sem frescura de ficar tirando carta. DEsta forma é mais emocionante.

A pessoa que iniciou o turno, vai chamando por números, e os demais, respondem (Jegue, por exemplo: o cara diz, "número 01", quem for o personagem de número 01 se revela (calma gente, é pra revelar o personagem na carta).

Na vez de cada cabra, ele revela o personagem cujo número foi chamado, escolhe entre pegar duas moedas de ouro ou quatro cartas, e faz ou não uso da habilidade do personagem. (iremos explicar algumas dúvidas frequentes nos próximos post's). Dai ele pode optar por construir ou não construir. Quem constrói, jamais deve ter duas construções iguais. Quem tiver cartas construidas nas cores pertinentes as habilidades dos personagens, ganha ouro (por exemplo, construções religiosas - azuis - dão ao bispo ou abade uma moeda).

Ai que vem o interessante. Você pode interferir na jogada do outro, roubando-o, assassinando-o, ou pegando dinheiro, destruindo construções, trocando construções (pagando a diferença), enfim. Foi dai que veio o nome deste Clã. Quando há no turno uma mão de cartas "perigosas" (exemplo: bruxa, ladrão, assassino, mercenário, diplomata, arquiteto, navegador e abade, aconselhamos pegar o abade, para sair do rolo que vai acontecer na mesa. Compreendeu? Só jogando mesmo pra entender animal de teta).

O jogo termina quando alguém constrói o oitavo prédio, mas, não é fator de vitória para quem fez isso. A vitória vem com a somatório dos pontos das cartas (aqueles do lado esquerdo superior). Há fatores que contribuem como os prestígios das cartas violetas e uma construção de cada cor.

Basicamente, é isso. No decorrer das postagens, vamos fazendo análises, colocando dúvidas freqüentes, regras, enfim, tudo que explique este maravilhoso jogo Citadelles, criado por Bruno Faidutti.

Quem quiser jogar pelo site, entre nocitadellesjavagame.free.fr

Até mais ver cabras!

Jorge, el Chiquitito, que não tem medo de pegar o rei quando o ladrão e o assassino estão em jogo!

2 comentários:

Edu disse...

Fala galera do clã,

Citadels é muito bom, acho que vocês vão gostar bastante também do Witch's Brew.

abs.

Edu disse...

então, eu não tenho os arquivos desse jogo não.